domingo, 8 de março de 2009

A crueldade do Mercado Central

Eu juro que se tivesse uma mini-câmera iria gravar o estado daqueles animais à venda no Mercado Central de BH e botar a boca no trombone! Tem alguns ali que já parecem mortos! A maioria são subnutritos, muitos com os ossos aparentes, com diarréia e provavelmente são animais que por estarem misturarem com outros animais de outras espécies, estão propícios a todos os tipos de doenças!
Eles ficam enjaulados e alguns comerciantes não se dão nem ao trabalho de colocar uma proteção pra que as patinhas não passem pela gaiola. No mesmo corredor são vendidos galinhas, galos e patos! É um verdadeiro show de horror! Tem um cachorro da raça West, que por ser muito caro, já está naquele mercado há 1 mês, todo sujo, com pulgas e numa gaiola minúscula! Um descaso!
Os caras tem coragem de VENDER gatos vira-latas! A situação deles é bem mais crítica, pois alguns ficam meses nas gaiolas!

O problema todo é que desde a fundação do Mercado Central existe esta ala de venda de animais. O problema todo é que existe uma cultura muito forte do mineiro chamada "tradição". Se é tradição, então ponto final.
Os comerciantes estão acima da lei. Estão acima também da vida. Nessas horas eu espero que realmente exista inferno e que todas essas pessoas fiquem engaiolados e amontoados por toda eternidade!


Um comentário:

Carolina Coelho disse...

Afff! Morro de dó dos bichos também!!!
Essa parte do Mercado Central é realmente deprimente, além de desnecessária.

E essa mania de "tradição" dos mineiros só confirma o que meu marido (q é mineiro) sempre diz: "BH é uma roça grande"

Excelente post.